Críticas

Xenoblade Chronicles 3D - O veredito do GameOver

28.Mar.2015 12:40

A Nintendo converteu um dos melhores RPG da Wii para a sua portátil e deu-nos o primeiro exclusivo da New 3DS.

Xenoblade Chronicles não só ofereceu uma das melhores experiências RPG “made in japan” na Wii, como apresentou ao mundo uma personagem que se tornou acarinhada pelos fãs: Shulk, disponível como lutador no recente Super Smash Bros. O jogo chega agora à nova versão da 3DS e apresenta a mesma experiência do original. Ainda que numa escala inferior, pela limitação dos pequenos ecrãs da portátil, todo o conteúdo está disponível, excetuando as vozes nipónicas originais, algo que os fãs mais puristas costumam apreciar.

Apesar do excelente esforço, e de os fãs do género poderem aceder a um dos melhores títulos do género da geração anterior da Nintendo, não podemos deixar de notar que o jogo nunca foi desenhado com a portátil em mente. Este facto resulta numa experiência visual condensada e muitas vezes ofuscada pela interface. Ainda a nível de visuais, poderia ter havido um esforço em refinar os modelos das personagens e do grafismo para esta experiência tridimensional, ficando assim aquém daquilo que se fez, por exemplo, em Monster Hunter 4 Ultimate.

A espada da salvação

Obviamente que não recomendamos esta versão se tiverem o jogo original da Wii, a não ser que queiram a mesma experiência no bolso; quem ainda não o jogou tem agora uma oportunidade de testemunhar uma das melhores fusões entre o estilo oriental e ocidental. A presença de um mundo aberto e gigantesco para explorar, e a forma como as Quests estão disponíveis sem obrigar ao “grind” constante; juntamente com um sistema de combate fresco, que nem é por turnos nem totalmente livre, tornou o género RPG refrescante para altura. As personagens andrógenas e a narrativa assente em destruição da humanidade e salvadores é uma imagem que os fãs da cultura nipónica rapidamente identificarão.

A narrativa desta aventura conta-nos como o mundo foi formado: dois titãs, um orgânico e o outro mecânico, lutaram durante uma eternidade, até que um dia acabam por perecer, transformando-se em estátuas. Os respetivos corpos acabam por formar dois continentes num mundo anteriormente coberto por água. Ao longo do tempo, vai surgindo vida, entre eles os Homs, criaturas orgânicas em cima do respetivo titã e os Mechonis, seres robóticos e agressivos. Rapidamente estala uma guerra entre ambas as raças e os humanoides não têm muita hipótese contra as poderosas máquinas.

A única esperança para esta humanidade é uma espada misteriosa, a Monado, que confere poderes excecionais ao seu portador, entre eles a possibilidade de ver o futuro. Os jogadores encarnam Shulk, um jovem de 18 anos, que acaba por ter acesso à espada depois do seu anterior dono ter sofrido uma lesão no braço que o incapacitou para o combate. O protagonista terá assim de explorar as diversas colónias para salvar os Homs e descobrir o mistério da sua própria espada.

Ver página seguinte »

Xenoblade Chronicles 3D

Lançamento: 10 de Abril de 2015

Pontuação GameOver

Geral 88
Gráficos
 86
Som
 82
Jogabilidade
 88
Longevidade
 92

Pontuação Utilizadores

67
7 votos
*A pontuação geral não é a média das restantes.

Relacionados

Vídeos

play

Xenoblade Chronicles 3D - Trailer de Lançamento

08.Dez.2014

Duração: 00:03:40

Sugerimos também

Comentários