Críticas

Resident Evil Revelations 2 - O veredito final do GameOver

24.Mar.2015 15:16

A nova aventura de terror da série coloca os jogadores numa ilha repleta de criaturas horrendas. Conseguirão desvendar todas as suas revelações?

Lançado originalmente na 3DS, o spin off de Resident Evil para a portátil da Nintendo não só revelou uma qualidade técnica impressionante, como um excelente capítulo da série, levando a Capcom a adaptá-lo para as plataformas domésticas. Para a sequela, a gigante nipónica reverteu o processo e decidiu deixar a 3DS de fora, face às novas experiências que oferece.

Mais próximo dos títulos da série principal, Revelations 2 oferece suporte cooperativo para dois jogadores – apenas em ecrã dividido -, ou caso optem por jogar a solo, vão alternar sempre entre duas personagens, cada qual com funções específicas.

Luta pela sobrevivência

A nova aventura situa-se entre o quinto e o sexto jogo da série principal, tendo como protagonistas Claire Redfield e Barry Burton, acompanhados por Moira Burton e Natalia, respetivamente. A história divide-se em duas partes temporais de seis meses, e tem início durante uma festa de beneficência organizada pela TerraSave, uma corporação sem fins lucrativos que visa os direitos humanos. Claire Redfield é uma das caras da organização presente no evento e encontra a filha de Barry, Moira Burton. O terror começa com o rapto de diversos convidados, incluindo as duas jovens, por um grupo de mascarados. Quando acordam, Claire e Moira estão numa prisão abandonada e altamente vigiladas por uma entidade misteriosa. Ambas estão equipadas com uma estranha pulseira, com uma funcionalidade que regista o medo. Quando fogem da prisão, as protagonistas deste segmento da aventura descobrem uma realidade ainda pior: estão numa ilha infestada de criaturas horríveis e zombies. Barry chega à ilha, seis meses depois e a sua campanha centra-se na desesperada procura da sua filha. À sua chegada conhece a criança Natalia, igualmente uma prisioneira, embora o seu passado seja um mistério por desvendar.

Revelations 2 foi lançado em formato episódico, e com um ambiente típico de série televisiva – com direito a resumos dos episódios anteriores e excertos dos próximos capítulos. Editados numa base semanal, cada um dos quatro episódios continham excelentes cliffhangers capazes de deixar qualquer um louco pela sua continuação, tal como acontece com as melhores séries de televisão. Para todos os efeitos, esta análise cobre o pacote completo, incluindo os dois pequenos episódios paralelos que se revelam bem mais importantes que um simples extra, para melhor compreender a história.

Cada personagem tem uma habilidade única e necessária para sobreviver e superar os puzzles espalhados pela ilha. Claire e Barry são os responsáveis pela ação, por isso utilizam armas de fogo, entre caçadeiras, pistolas ou metralhadoras. Já Moira faz uso de um pé-de-cabra para ataques de proximidade e finalizações de inimigos tombados, mas também o utiliza para abrir portas e cofres trancados. Já a pequena Natalia é a mais frágil do grupo, servindo essencialmente para se esgueirar em buracos ou apontar itens escondidos. Graças a algo que irão descobrir na aventura, a pequena pode ainda ver um tipo de monstros invisíveis e detetar os inimigos atrás de obstáculos.

Ver página seguinte »

Resident Evil Revelations 2

Lançamento: 25 de Fevereiro de 2015

Também disponível para:

Pontuação GameOver

Geral 78
Gráficos
 68
Som
 77
Jogabilidade
 80
Longevidade
 80

Pontuação Utilizadores

71
18 votos
*A pontuação geral não é a média das restantes.

Relacionados

Sugerimos também

Comentários