Críticas

Rayman

13.Out.2000 12:14

Rayman acaba de chegar ao GB Color. Se estavam à espera de uma versão da segunda aventura do personagem da Ubi Soft, então desenganem-se. Este miminho 8 bits, não é mais que a micro-adaptação do jogo inicialmente lançado para a Sega Saturn. E querem saber uma coisinha? Está um espanto!

Como em qualquer jogo de plataformas que se preze, aqui também existe um mau. O seu nome é Mr. Dark e tem como objectivo tornar o mundo de Rayman num pouco solarengo e pouco aconselhável para passar férias com a família. Para isso aprisionou os Toons, criaturazinhas que dão brilho e alegria a essa terra. Resultado: o nosso herói tem de visitar uma série de localidades, de forma a libertar os desgraçados dos bichinhos.

No início estamos despojados de qualquer super-poder. Saltamos e atiramos as nossas mãos contra os inimigos, o que já não é mau. Mas com o decorrer do jogo somos brindados com algumas surpresas, como por exemplo a mão gancho e o cabelo hélice. Não fiquem espantados se nos primeiros níveis não conseguirem alcançar certas localidades mais suspeitas, pois a única forma de explorar a totalidade de cada um desses locais é regressar quando já tivermos em nossa posse todos os poderes especiais.

Rayman é um daqueles títulos GB Color realmente a cores, ao contrário de muitos outros, que apregoam essa característica mas que na realidade não passam de jogos a preto e branco com algum brilho. Os cenários são um doce para os olhos e, por incrível que possa parecer, não estão muito longe dos presentes na versão 32 bits. Quanto à animação dos personagens, também não existem defeitos a apontar, apenas lhe fazendo justiça a palavra perfeita. Em termos sonoros... bem existe sempre a opção para desligar as músicas...

Se têm um Game Boy Color e adoram jogos de plataformas, então Rayman é um cartuchinho obrigatório. Se têm um Game Boy Color e odeiam jogos de plataformas, então Rayman é um título obrigatório!!! PONTO FINAL!!!!

Conteúdos:

Relacionados

Conteúdos Relacionados

Sugerimos também

Comentários