Críticas

Rainbow Six: Siege - O regresso em grande para a série

17.Dez.2015 15:32

A nova proposta da série foca-se numa experiência tática hardcore focada no jogo em equipa.

Antes de começar a missão, existe uma fase de preparação para cada lado da barricada. Os defensores terão de isolar com tábuas as possíveis entradas, reforçar paredes com ferros, colocar armadilhas em locais vitais, tais como arame farpado e minas. Já os atacantes utilizam carrinhos telecomandos para explorar o cenário e tentar encontrar os reféns e bombas, evitando ser destruído pelos inimigos. Caso encontrem os objetivos estes ficam assinalados no início da missão.

A componente sonora tem um papel crucial na experiência geral. Ouvir os passos dos inimigos, os tiros, janelas a partirem-se, por exemplo, denuncia-os ou dão pistas do perigo eminente. Por isso nunca irão ver um jogador a correr, mas sim a rastejar ou a caminhar agachado. Alguns, desde o início ao fim da partida nem se mexem, sempre à espera do tiro certeiro. Como referi, este não é um jogo para quem tem sangue na guelra, mas sim para quem tem a paciência absoluta de esperar. Pessoalmente, não me encaixo neste género, mas reconheço o seu brilhantismo.

O jogo oferece mais três modos de jogo para além do principal PvP. Situations é a única componente a solo e serve basicamente de treino, cada uma focada numa mecânica essencial da ação, num dos agentes e nas formas como podem interagir com o cenário. O Terrorist Hunt pode ser jogado a solo ou cooperativamente até cinco jogadores e basicamente é o formato clássico da série, desde a época em que a Red Storm de Tom Clancy ainda produzia Rainbow Six. A equipa terá de palmilhar o cenário e eliminar todos os terroristas. Jogar no modo Realistic pode ser uma experiência bastante divertida, sobretudo se estiverem com amigos.

Todos os modos contribuem para uma experiência persistente, onde os jogadores sobem de nível, amealham pontos de reconhecimento para adquirir classes de agentes. Cada um tem diferentes armas e equipamento especial, não sendo possível ter duas personagens iguais na partida. Além disso, as classes estão divididas exclusivamente entre atacantes e defensores. Por exemplo, Blitz é um atacante que utiliza um escudo capaz de suster muito dano e tem granadas flash, funcionando como uma espécie de tanque; o Doc é um defensor equipado com uma pistola de dardos hipodérmicos capaz de curar companheiros à distância; Ash é uma atacante equipada com uma arma que dispara munições explosivas contra as superfícies, ideal para arrombar o cenário.

Ao todo, são vinte operadores disponíveis que deverão desbloquear ao longo das partidas. A ideia é construírem a melhor build de equipa tendo em conta o tipo de objetivos e mapas do jogo, mediante o ataque e a defesa. Mas para isto terão de ter uma equipa fixa, ou então conhecerem a vossa função na partida. Utilizar a comunicação por voz durante o jogo é também precioso.

Nesta altura, e praticamente duas semanas após o lançamento do jogo, a Ubisoft ainda não conseguiu corrigir os problemas de quebras de sinal do servidor. Quando menos esperamos somos desligados, perdendo qualquer experiência e créditos da respetiva missão, o que leva a uma frustração enorme. Tem melhorado, mas ainda eliminar de vez este flagelo.

Siege é provavelmente uma das melhores experiências táticas em equipa, cumprindo praticamente todo aquilo que sempre se proporcionou. Não é um jogo para todos, nem sequer para os fãs dos anteriores títulos da série, mas sim quem tem paciência para aprender táticas e coordenação, assim como uma capacidade de observação e dedução. Esta é provavelmente a experiência que Tom Clancy imaginou para a sigla Rainbow Six traduzida num formato online. É o mais próximo que terão de encarnar um agente da SWAT, um militar da Spetsnaz, ou qualquer outra força especial.

Por: Rui Parreira

Conteúdo: BGamer

Tom Clancy's Rainbow Six: Siege

Lançamento: 13 de Outubro de 2015

Também disponível para:

Pontuação GameOver

Geral 84
Gráficos
 80
Som
 90
Jogabilidade
 88
Longevidade
 82

Pontuação Utilizadores

58
5 votos
*A pontuação geral não é a média das restantes.

Relacionados

Vídeos

Sugerimos também

Comentários