Críticas

Fast Racing NEO - Um novo tipo de corridas

16.Dez.2015 18:05

Um jogo de corridas futuristas repleto de desafio, que lembra clássicos como WipEout e F-Zero.

A SCE Studio Liverpool, outrora conhecida como Psygnosis, foi encerrado há alguns anos, e como tal, a Sony nunca mais apostou na série WipEout. Também a Nintendo continua a manter F-Zero no baú das memórias, para desespero dos fãs. Mas há uma produtora preocupada com o género de corridas futuristas ultrarrápidas: a Shin’en! Para quem não conhece, esta third party oficial da Nintendo, inaugurada em 1999, já produziu mais de 25 títulos para as plataformas da gigante nipónica, destacando-se jogos como Nano Assault e Art of Balance.

FAST Racing Neo é uma incrível surpresa deste final de ano, e serve de sequela a FAST Racing League, lançado na Wii. Se acham que os jogos de corridas convencionais são lentos e aborrecidos, então o título da Shin’en irá transformar-se numa verdadeira terapia de despertar dos sentidos. Com um grafismo simples, mas altamente colorido e psicadélico, chegar ao fim da pista e cortar a meta pelo menos no pódio pode gerar uma grande descarga de adrenalina.

O design das pistas é excelente, cada uma com um ambiente distinto e temático, normalmente com armadilhas fatais para os condutores. Por exemplo, num circuito está presente uma gigantesca aranha robótica, cujas patas se enterram no solo, criando obstáculos que têm de evitar para não colidir. Noutra, a corrida tem lugar numa base espacial sendo afetada pela ausência de gravidade (permitindo voar entre espaços vazios da pista) e com bombardeamento aleatório de meteoritos. Existem troços com quedas de água que travam o veículo, outros com armadilhas de fogo no solo, etc. Ao todo são 16 pistas com características distintas.

Tal como é habitual no género, as pistas são blindadas por uma proteção lateral, mantendo os veículos na pista. Obviamente, que não devem tocar, para manter a velocidade, e para ajudar nas curvas, podem inclinar o veículo com os respetivos botões do comando. Ainda assim, e para sentirem o contraste, uma das pistas, num deserto, tem segmentos sem proteções, dando origem a acidentes constantes. É preciso adaptação aos controlos, pois se viram em demasia a viatura irão colidir. Têm de encontrar o ponto certo de como fazer às curvas.

À velocidade do néon!

Fazendo jus à velocidade do título, ao longo da pista devem recolher umas esferas para aumentar a energia do turbo. Também existem marcas no asfalto que aumentam consideravelmente a velocidade, mas há uma pequena novidade: estas variam entre o azul e vermelho, o que obriga ao jogador a mudar correspondentemente a cor do veículo para surtir efeito, caso contrário dá um simples curto-circuito e perdem tempo.

Muitas pistas podem estar partidas, ou com rampas de salto, obrigando o jogador a controlar o veículo no ar e acertar novamente no solo, na continuação do circuito. Com tantos perigos, armadilhas e troços partidos, seria fácil a experiência da corrida tornar-se medíocre, pelas constantes interrupções, mas acreditem, tudo é fluído e intuitivo. Os perigos são visíveis à distância, permitindo na maioria das vezes antecipá-los, pois não são difíceis de memorizar.

Ver página seguinte »

Fast Racing Neo

Lançamento: 10 de Dezembro de 2015

Pontuação GameOver

Geral 86
Gráficos
 82
Som
 85
Jogabilidade
 88
Longevidade
 78

Pontuação Utilizadores

78
6 votos
*A pontuação geral não é a média das restantes.

Relacionados

Vídeos

play

FAST Racing Neo for Wii U Launch Trailer

16.Dez.2015

Duração: 00:01:14

Sugerimos também

Comentários