Notícias

10 consolas das quais (quase) ninguém ouviu falar

16.Abr.2012 08:23

Relembramos dez consolas que se afundaram nas suas próprias escolhas de design e decisões estratégicas, ficando votadas ao esquecimento ou lembradas meramente como casos insólitos.

10. Phantom

Muito se poderia dizer sobre a Phantom, começando na forma como capitalizou o interesse dos jogadores mais atentos em 2004 com a promessa de uma plataforma de jogos on demand através da Internet que permitiria jogar todos os títulos disponíveis para PC e também todos os lançamentos futuros e os desiludiu redondamente em seguida ao não cumprir a promessa. Após sucessivos cancelamentos e desculpas o adjetivo vaporware passou a integrar muito do que se disse e escreveu sobre a Phantom.

Hoje em dia, após todas as perdas financeiras e algumas mudanças de nome, a casa mãe da Phantom dedica-se ao fabrico do interessante Lapboard, um teclado para media centers.

Menção honrosa: Sega Mega-CD e 32X


Numa tentativa desesperada de combater a concorrência e prolongar por algum tempo a vida da Mega Drive a Sega lançou o Mega-CD e posteriormente o 32X. Não podem ser considerados consolas, já que funcionavam unicamente como add ons para a Mega Drive, mas para muitos são considerados o primeiro passo da Sega na direção do abismo. Ao focar-se em respostas individuais, tanto à SNES, ao lançar o 32X e ao TurboGrafx CD ao lançar o Mega-CD, a Sega acabou por colocar no mercado dois acessórios que transformavam a Mega Drive numa manta de retalhos demasiado dispendiosa para justificar o investimento quando à espreita estava a Saturn, da própria Sega.  

Relacionados

Sugerimos também

Comentários